Dr. André Brasil Ribeiro

© 2019 - 2020 All Rigths Reserved Dr. André Brasil Ribeiro

Design by Lírio Web Digital

Contato

Envie sua mensagem. Seus dados estão seguros.

Onde Estamos

Espaço Humanize

Rua das Angélicas, 282

Pituba, Salvador-Bahia

drandrebrasilribeiro@gmail.com

+ 55 71 3351-4286

Horários da Clínica

Seg - Sex

Somente com Hora Marcada

Buscar
  • André Brasil

TRANSTORNOS DE PERSONALIDADE: HISTRIÔNICO


Estamos quase finalizando nossa série com alguns dos transtornos de personalidade mais conhecidos e abordaremos hoje o Transtorno de personalidade histriônica (TPH) (pt-BR) que é caracterizado por um padrão de emocionalidade excessiva e necessidade de chamar atenção para si mesmo, incluindo a procura de aprovação e comportamento inapropriadamente sedutor, normalmente a partir do início da idade adulta. Tais indivíduos são vívidos, dramáticos, animados, flertadores e alternam seus estados entre entusiásticos e pessimistas.

Podem ser também inapropriadamente provocativos sexualmente, expressarem emoções de uma forma impressionável e facilmente influenciados por outros. Entre as principais características relacionadas estão egocentrismo, desorganização egoica, autoindulgência, anseio contínuo por admiração, e comportamento persistente e manipulativo para suprir suas próprias necessidades.

Pessoas com este transtorno, em geral, não são capazes de conviver normalmente, e às vezes, nem de alcançar sucesso profissional, com baixo índice de sucesso social. Indivíduos com transtorno de personalidade histriônica geralmente possuem bons dotes sociais em um círculo restrito de pessoas, e tendem a usá-los para manipular os outros para tornarem-se o centro das atenções. Mais além, acabam por afetar tais relacionamentos sociais, profissionais ou românticos, assim como sua habilidade em lidar com perdas ou fracassos.

A terapia em grupo pode auxiliar os indivíduos a aprenderem a controlar a exibição de comportamentos excessivamente dramáticos, insinuantes ou permissivos, mas devem ser monitoradas com atenção, pois podem fornecer ao paciente uma plateia para que se apresente, perpetuando assim o comportamento histriônico. . . Fonte: virtualpsy.com.br

0 visualização